IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Histórico

Categorias

5 sinais de que você é um gastador compulsivo

Júlia Mendonça

13/08/2019 04h00

Sem dúvida nenhuma, as compras por impulso são uma das maiores causas de endividamento. É fácil perceber quando você exagera nesses gastos, porém muitas pessoas sofrem dessa obsessão por comprar sem necessidade e não percebem isso, o que afeta muito o orçamento e as impede de ter uma vida financeira saudável.

Eu separei cinco dos sinais mais comuns de pessoas que compram excessivamente sem ter uma razão para isso. Quando você reconhece esses comportamentos, fica mais fácil evitá-los e assim escapar de novos gastos desnecessários que podem afetar seu orçamento.

Veja também:

Dinheiro para emergência: como juntar uma grana e onde guardar

Empréstimo: conheça as situações em que ele pode ser uma boa opção 

5 dicas para sempre comprar com desconto

Tem pouco dinheiro para investir? 4 dicas para fazer a grana render mais

1) Você sempre arranja desculpas para comprar coisas que não precisa

Eu mereço, só hoje, parcelar em dez vezes não tem problema… Quantas dessas desculpas já foram usadas para justificar uma compra? Esse é o sinal mais típico de que você está gastando sem necessidade. Compre somente quando existir um motivo ou uma necessidade real por trás do seu desejo – caso contrário, é grande a chance de se perder nas contas.

2) Você já pegou empréstimo para comprar supérfluos

Empréstimos só devem ser usados em situações bem específicas como pagar uma dívida de juros mais altos ou sair de uma emergência. Eles não servem para financiar uma viagem, comprar celular, fazer festa e churrascos nos finais de semana. Lembre-se de que todo o dinheiro vindo do empréstimo vai custar muito mais caro no futuro.

3) Você não tem nem ideia de quanto tem na conta agora

Não vale olhar! Adivinhe quanto tem na sua conta corrente neste momento. Não vale olhar! Agora abra o aplicativo do banco e veja se acertou. Se errar por R$ 200 a R$ 300, não há problema. Agora, se a diferença for R$ 1.000 ou mais, é melhor tomar mais cuidado com suas finanças.

Não ter ideia da sua condição financeira atual é muito perigoso. Isso demonstra que você não tem a mínima ideia de quanto pode gastar, e o pior, tem medo de saber disso pois é quase certo que já gastou demais. Abra seu extrato pelo menos duas vezes por semana para evitar que isso aconteça.

4) Você não tem nenhum objetivo

Os objetivos são o combustível da educação financeira. São eles que fazem você continuar focado no seu dia a dia e evitar as dívidas. Se não tem metas, a chance de desperdiçar sua grana impulsivamente é muito maior.

Por isso tenha objetivos. Por menores que eles sejam, no início irão ajudar muito a criar foco para cuidar melhor do seu dinheiro e ter uma vida financeira mais tranquila e próspera.

5) O dia do pagamento é o dia mais feliz do seu mês

Salário, 13º, participação nos lucros, bonificação – é tudo uma grande festa! Cai o pagamento na sua conta, e você sai correndo para gastar. Passa no shopping, no mercado, arranja uma viagem, faz tudo, menos guardar um pouco para aquelas contas que estão atrasadas há meses.

Esse comportamento vicia, pois logo acaba o seu dinheiro e você fica ansioso para o próximo pagamento, para gastar como se não houvesse amanhã novamente. Tenha em mente suas obrigações financeiras e pague todas elas logo que recebe o salário. Também separe sua grana em partes, assim você sabe o quanto pode gastar por semana ou final de semana e não corre o risco de ficar sem dinheiro.

Você costuma fazer compras sem pensar ou tudo o que faz é bem pensado e planejado? Comente aqui abaixo.

Descomplique: Método para guardar até R$ 10 mil em um ano

UOL Notícias

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.

Blog Descomplique