IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Histórico

Categorias

Trabalha por conta própria? 5 dicas para não se enrolar com o seu dinheiro

Júlia Mendonça

12/11/2019 04h00

Trabalhar como autônomo pode trazer diversas vantagens: oportunidade de ganhos maiores, ausência de patrão, flexibilidade de horários. Tem muita gente migrando, procurando essa modalidade de trabalho, pensando em ganhar mais.

Porém, o que poucos percebem é que apesar de os ganhos serem possivelmente maiores, o controle financeiro tem de ser rigoroso, com o risco de prejuízo caso isso não aconteça. Para ajudar quem trabalha como autônomo, separei as principais dicas financeiras para aplicar imediatamente no seu negócio e na vida pessoal.

Veja também:

5 atitudes que podem trazer sucesso financeiro e pessoal para sua vida

Sem grana para pagar pela faxina? 5 dicas para manter casa arrumada e limpa

Testei: se você não cozinha tão bem, é mais barato comer em casa ou fora?

4 livros para ajudar na sua vida financeira

Separar vida pessoal da profissional

As possibilidades de passar seu cartão pessoal para pagar alguma conta da empresa ou mesmo pegar um empréstimo com taxas mais baratas no seu CNPJ e usar para tirar umas férias são bastante tentadoras, porém essa é uma prática muito perigosa.

Para manter a saúde financeira da sua empresa e a individual, é necessário que separe todos os gastos, ganhos e despesas. Pense que assim que colocar o pé dentro do seu escritório, você é um empresário e seu trabalho acaba assim que você chegar em casa.

Não saia por aí gastando o quanto quiser, sem se preocupar se é o seu CNPJ ou CPF que está bancando a conta. Essa é a maneira mais fácil de perder o controle financeiro tanto da sua empresa quanto o pessoal, e quando isso acontece é muito difícil retomar a organização de ambos.

Faça um planejamento financeiro

Você precisa ter um planejamento financeiro pessoal e empresarial. Com eles, vai conseguir criar metas e planos de crescimento do seu negócio e manter-se afastado das dívidas.

Os dois planejamentos são bastante parecidos: inclua todos os gastos e diminua dos seus ganhos. Não se esqueça de incluir impostos, empréstimos e gastos futuros. Nenhuma empresa cresce sem um planejamento bem feito.

Faça a média de ganhos

Quem trabalha como autônomo convive com a incerteza. Em alguns meses, os ganhos fazem você se sentir um rei, enquanto em outros você precisa terminar o mês contando moedinhas. Para evitar que isso aconteça, é preciso fazer uma média de ganhos e planejar suas finanças de acordo com esse número.

Some tudo o que você ganha durante o ano e divida por 12. Assim você faz com que sobre dinheiro nos meses bons para suportar seus gastos nos meses ruins sem passar sufoco.

Esteja preparado para os períodos ruins

A reserva de emergência é o melhor amigo do autônomo. Aprenda a planejar e monte a sua imediatamente. O ideal é ter dinheiro suficiente para suportar seus gastos durante os 12 meses do ano.

Qualquer doença ou imprevisto vai derrubar sua receita por meses, e para evitar que isso piore ainda mais a sua situação a reserva de emergência entra em ação. Não subestime a importância desse dinheiro e viva bem mais tranquilo sabendo que pode passar alguns meses sem receita que seu padrão de vida não mudará.

Tenha horários e metas

É comum a figura do empreendedor estar atrelada a trabalhar quando e onde quiser, sem um grande planejamento e sem muitas responsabilidades. Felizmente essa é apenas uma figura romantizada, pois empreender muitas vezes significa acordar cedo, dormir tarde, não ter férias, feriados e finais de semana, tudo em prol do crescimento do seu negócio.

Esse não é um hábito bom nem sustentável de manter. Para prosperar, em qualquer âmbito que desejar, é preciso ter horários e metas definidas. De nada adianta viver apenas para o trabalho, ficar 80 horas por semana em volta do seu negócio, se não sabe onde quer chegar e o que precisa para conquistar seus objetivos.

E aí, você que é empresário concorda com estes pontos? O que mais você faz no seu dia a dia para separar sua vida pessoal da profissional?

 

Descomplique: Mude sua cabeça para ter um "pensamento rico"

UOL Notícias

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.

Blog Descomplique