IPCA
-0.04 Set.2019
Topo
Descomplique

Descomplique

Categorias

Histórico

Tesouro Direto: conheça os títulos e monte uma carteira de investimentos

Júlia Mendonça

06/06/2019 04h00

O Tesouro Direto é o feijão com arroz dos investimentos. Todo mundo gosta porque é aquela aplicação básica, tranquila e fácil de entender. Porém, com tantas facilidades, muita gente fica acomodada e acaba cometendo alguns erros, como evitar a diversificação da carteira.

Se você quer saber mais sobre o Tesouro Direto, como as diferenças entre os três títulos (Selic, IPCA e Prefixado), acompanhe este passo a passo e aprenda a montar uma carteira de sucesso:

Tesouro Selic

Título de entrada para os investidores, o Tesouro Selic é a mais conservadora das aplicações. Isto porque ela é a única de sua categoria em que você não perde dinheiro, caso precise resgatar sua grana antes do vencimento.

Tal característica torna o Tesouro Selic ideal para a criação de sua reserva de emergência e a realização de objetivos de curto prazo, como uma viagem ou a compra de um carro no período de três anos.

Tesouro IPCA

O IPCA é a escolha ideal para investimentos de longo prazo, como a aposentadoria. A categoria oferece diferentes tipos de vencimento (de 2024 a 2045) a serem escolhidos de acordo com seus interesses. O seu objetivo é comprar uma casa em cinco anos? O IPCA 2024 é a escolha ideal. Quer se aposentar em menos de 20 anos? Opte pelo IPCA 2035.

Só invista nesse título o dinheiro que você pode esperar até o vencimento para retirar. Isso porque no IPCA você pode sofrer prejuízo durante a sua vigência. O lucro só é garantido na data de vencimento. Antes disso, tudo pode acontecer, inclusive valorização ou desvalorização de 50% em alguns meses.

Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado é voltado aos objetivos de curto e médio prazos. Você investe nele quando acredita que a taxa de juros cairá no futuro ou quando precisa saber da rentabilidade do título desde a sua contratação.

Assim como o Tesouro IPCA, é recomendável que você não tire a soma aplicada antes do prazo de vencimento; do contrário poderá perder dinheiro.

Agora que você conhece a finalidade de cada uma das categorias do Tesouro Direto, pode começar investindo no Tesouro Selic. Isso vai acalmá-lo e garantir a sua segurança e a sua reserva de emergência para os momentos mais difíceis.

Veja também:

Carro, consórcio, poupança: conheça os 5 falsos investimentos
Como poupar sem passar vontade
Conhece a única função da poupança? Mitos e verdades da caderneta
Ganhe mais que a poupança: 3 investimentos para fazer por R$ 100 ou menos!

Como montar uma carteira

Quando você já estiver com um bom valor investido no Selic, pode começar aos poucos colocando seu dinheiro no Tesouro IPCA para garantir seu futuro. É importante alocar grande parte dos seus investimentos nesse título, pois é dele que você vai tirar o seu dinheiro para se aposentar.

O pequeno investidor não precisa se preocupar em investir no Tesouro Prefixado. São poucas as situações em que é necessário garantir a taxa de juros para o futuro, principal função desse título.

Dessa forma, uma carteira básica usando o Tesouro Direto seria mais ou menos assim:

  • 20% dos seus investimentos no Tesouro Selic
  • 70% no IPCA
  • 10% no Prefixado.

Essa divisão não é uma regra, mas é um bom guia para você criar a sua carteira. Sempre adapte seus investimento a seus objetivos. Dessa forma, você conseguirá melhor rentabilidade e mais segurança.

Agora me conta: você já investe no Tesouro Direto?

Descomplique: 5 coisas que você precisa saber sobre o Tesouro Direto

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.