Topo
Descomplique

Descomplique

Categorias

Histórico

Você pensa como rico ou como pobre? Diferença começa logo que o salário cai

Júlia Mendonça

11/07/2019 04h00

É muito comum aprendermos desde criança que ser pobre ou rico tem a ver com quanto ganhamos. Na verdade, tem mais a ver com o modo como cuidamos do nosso dinheiro.

Eu, como planejadora financeira, já atendi diversos clientes que ganhavam mais de R$ 50 mil por mês, mas dependiam de financiamentos e empréstimos para comprar qualquer coisa, enquanto outros ganhavam pouco mais de R$ 4.000 e tinham dinheiro investido.

Por mais inusitado que pareça, essa pessoa que ganha menos dinheiro está ficando cada vez mais rica, enquanto a que ganha mais, cada vez mais pobre. Inteligência financeira é a grande diferença entre elas.

Veja também:

Vou mostrar que, pensando de forma diferente em relação ao seu dinheiro, você consegue um resultado muito melhor com suas finanças, sem necessariamente ganhar mais. Bora descomplicar.

Quando o salário cai você já quer gastar? 

A primeira grande diferença entre as pessoas com pensamento rico e a com pensamento pobre começa logo quando o salário cai.

Quem é pobre fica desesperado para gastar aquele valor. Até dá para entender isso: a pessoa passa metade do mês sem grana, passando vontade de comprar uma porção de coisas. Quando aparece o dinheiro, quer matar essa vontade o mais rápido possível. Vai em balada, cinema, restaurante, compra roupa em shopping. Tudo o que ela não fez na metade do mês passado porque não tinha grana, ela quer fazer em uma semana e, obviamente, logo o dinheiro vai acabar novamente!

Isso vira um ciclo vicioso. Recebe o salário, torra tudo, passa o mês com vontade até chegar o próximo salário e repetir tudo outra vez.

Isso não é uma atitude isolada. Você vê todos ao seu redor fazendo isso. Seus pais fizeram assim, seus amigos fazem. Isso não vai levar a nada, porque tudo o que quiser comprar com um valor um pouco mais elevado vai exigir um empréstimo, dividir em 12 vezes no cartão, financiamento, porque nunca vai ter dinheiro guardado.

O rico pensa diferente…

É assim que a pessoa que tem pensamento rico fica mais rica. Ela sabe que o mundo vive de fazer dívida e gastando sem pensar no amanhã. Quem tem dinheiro no bolso hoje está muito bem, está ganhando muito.

Cai o salário na conta e, em vez de pensar em como gastar, o rico pensa: o que eu posso fazer para ter mais dinheiro para investir? A primeira coisa que essa pessoa vai fazer é separar uma parte do salário para investir, antes mesmo de pagar qualquer conta ou de curtir qualquer balada. Esse cara vai se pagar antes de pagar a luz, a água e o telefone.

Pobre não quer ver quanto tem na conta

Com o passar do tempo, a pessoa com pensamento pobre fica com medo do dinheiro. Ela sabe que sempre está devendo para alguém e sempre tem alguma conta atrasada. Quando chega alguma conta nova pelo correio, ela fica com medo de abrir o envelope, de ver o quanto tem na conta, de saber se está no cheque especial ou não –ela fica cega para isso.

É a mesma situação de uma casa pegando fogo. Será que o fogo vai apagar só porque você o está ignorando? Claro que não. Essa situação vira uma bola de neve: quanto mais ela deve, mais medo ela tem, e pior fica a situação. Essa pessoa não tem nem ideia de quanto ela gasta por mês com água, luz, telefone, nem quais são as suas dívidas.

É sempre a desculpa do eu acho: "Ahhhh, eu acho que gasto uns R$ 500 com as contas de casa, mais uns R$ 300 com comida". Em grande parte dos casos, essa conta está errada, e os gastos chegam a ser o dobro do que se pensava.

Rico sabe para onde vai todo o dinheiro

Ao contrário disso, o rico sabe muito bem para onde vai todo o dinheiro dele. Ele sabe o quanto gasta para se manter, o quanto pode gastar com diversão. Ele não tem medo do dinheiro –na verdade, ele está sempre ligado nas contas.

O rico não quer se descuidar do planejamento financeiro nem gastar mais do que deve. Ele faz de tudo para isso não acontecer. O mais importante: ele se programa para ter dinheiro para pagar as contas dos próximos meses.

Está preparado para imprevistos?

Quem cuida do dinheiro como pobre vai dizer que aquelas contas que aparecem todos os anos –IPVA, IPTU, matrícula de escola– são imprevistos. Mesmo tendo ganhado o 13º salário um mês antes, vai passar aperto para pagar essas contas, porque sempre vai voltar naquele vício de gastar toda a grana que cai na conta.

Qualquer imprevisto de verdade, como um carro quebrado ou uma doença, vai transformar a vida da pessoa com pensamento pobre num inferno. Ele vai ter que pegar dinheiro emprestado, vai ter que vender algum bem e vai ferrar a vida financeira, que já estava bem ruim, por alguns anos.

Quem tem a mente rica já está preparado para isso, já tem uma grana separada para esses imprevistos e já separou dinheiro o ano inteiro para pagar as contas que sempre aparecem no começo do ano.

Você trabalha para o dinheiro ou ele trabalha para você?

Resumindo, o pobre trabalha e vive para sustentar o vício de gastar. Ele trabalha para o dinheiro. O rico faz o dinheiro trabalhar por ele.

Se ficou assustado ou se identificou com algumas situações citadas aqui, calma. Todos esses pensamentos e atitudes são reversíveis. O que você precisa fazer é ter calma e se organizar. Acompanhe o blog Descomplique. Aqui eu sempre trago temas para melhorar sua vida financeira.

Gostou das dicas? Conte aqui nos comentários ou fale comigo pelo YouTube e Instagram. Sempre trago conteúdos para você ganhar mais dinheiro e investir melhor.

Veja 5 erros com dinheiro que te impedem de ficar rico

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.