PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

Histórico

Categorias

Aprender a fazer esta conta vai mudar sua visão de compras por impulso

Júlia Mendonça

05/12/2019 04h00

Um gasto a mais de R$ 50 no passeio do shopping ou R$ 20 que você precisou gastar na padaria parecem não pesar tanto no seu orçamento. É difícil materializar o quanto isso vai custar de verdade para você. Parecem valores pequenos, mas podem significar várias horas de trabalho no seu mês desperdiçadas.

Uma forma muito prática de visualizar o impacto que uma compra pode ter no seu orçamento e ao mesmo tempo evitar gastos desnecessários é transformar os preços em horas trabalhadas. É um conceito bem simples, mas que vai mudar totalmente a maneira de você enxergar seu salário.

Veja também:

Estas 4 atitudes com seu salário ajudarão a sobrar dinheiro para você 

Brasileiro quer dar R$ 125 no Natal; parece pouco, mas pode te endividar 

4 gastos que ninguém deveria cortar porque nos fazem bem e felizes 

Economize fazendo seus próprios produtos de limpeza em casa

Reflita sobre seus gastos

A partir de agora, sempre que for comprar algo, pense em quanto vai precisar trabalhar para custear esse valor. Para calcular isso, é bastante simples. Vamos considerar que seu salário líquido(tirados todos os descontos) seja de R$ 2.500.

A jornada de trabalho é de 8 horas diárias, de segunda-feira a sexta-feira, mais 4 horas no sábado, não ultrapassando 44 horas semanais e 220 horas mensais. Utilizaremos esse último valor como base para nosso exemplo.

O cálculo do valor da sua hora trabalhada é o seguinte: R$ 2.500 divididos por 220 horas, o que resulta em R$ 11,36 por hora de trabalho. Ou seja, se precisa gastar R$ 22,50 significa que trabalhou 2 horas por esse gasto.

Colocando em dia as contas

Levando esse número para nosso dia a dia, fica muito mais fácil entender como gastos inesperados podem ter grande impacto em nosso orçamento. Um gasto de R$ 90 significa um dia inteiro trabalhado no exemplo que utilizamos. Será que aquela compra por impulso vale mesmo esse tempo todo da sua vida? Faça essa pergunta sempre que for comprar algo.

Lembre-se de que seu tempo é limitado, assim como seu salário. Por isso é muito importante que você busque alternativas para aumentar o valor do seu trabalho por hora. Procure alternativas de renda extra e especializações na sua área para conseguir um aumento.

Pergunte-se sempre

Para que a efetividade dessa técnica seja ainda maior, vale a pena combiná-la com outras técnicas de economia. Uma das que eu mais gosto são as 3 perguntas de ouro. Antes de comprar qualquer coisa se pergunte:

– Eu preciso disso?
– Precisa ser agora?
– Tenho dinheiro para isso?

Se responder não para qualquer uma delas, então não compre. Utilizando as duas técnicas do post eu garanto que suas compras por impulso e desnecessárias diminuirão muito.

Descomplique: Investir em franquia é um bom negócio?

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.

Blog Descomplique