IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Histórico

Categorias

Pagar aluguel é jogar dinheiro fora?

Júlia Mendonça

28/05/2019 04h46

Dizem por aí que ter a casa própria é o sonho de todo brasileiro. Tenho que discordar disso. Pelo relato de centenas de pessoas no YouTube e nas redes sociais, e pela minha própria experiência, tenho que dizer que é um pesadelo.

É comum encontrar pessoas endividadas ou que mal têm sobra de dinheiro no mês e que resolvem comprar um imóvel, custando o que for necessário para isso. Só para não pagarem aluguel, aceitam empréstimos, financiamentos e dívidas por anos a fio. O que há de verdade e de mito nessa história?

Veja também:

Se casar, não compre um imóvel
5 atitudes que te deixam endividado
Como poupar sem passar vontade
Conhece a única função da poupança? Mitos e verdades da caderneta

Primeiro imóvel

O mais comum é financiar o primeiro imóvel, e em muitos casos as pessoas acabam se comprometendo com essa dívida em um momento errado da vida, logo após conseguirem o primeiro emprego ou se casarem. Isso pode criar diversas consequências negativas, principalmente quando se é um casal.

A primeira e uma das principais é ficar preso a um mesmo imóvel por décadas. Quando os filhos chegam, o trabalho muda e as necessidades são diferentes. É nesse momento que fica fácil perceber que aquela talvez não tenha sido a melhor escolha a longo prazo.

Juros altos

Além disso, os juros pagos no financiamento, mesmo sendo muito abaixo das taxas praticadas em empréstimos, agem por longos anos. Isso significa que, ao final das parcelas, você vai ter pago o equivalente de um imóvel para você e outro para o banco, devido aos juros.

O que poucos percebem é que, tomando essa decisão, estão perdendo a chance de ter uma vida financeira mais tranquila, de se aborrecerem menos com mudanças naturais da vida e deixando a chance de economizar dinheiro.

Serviços essenciais

No nosso dia a dia pagamos por diversos serviços como cabeleireiro, mecânico e alimentação. O impacto que esses itens geram em nossas vidas é muito curto, pode ser alguns dias, poucos meses ou apenas horas. Passado o efeito, precisamos retornar a utilizar esses serviços. Se pagamos por eles sem reclamar, por que, então, temos tanta repulsa quando o assunto é aluguel? Ele é apenas um serviço como outro qualquer que proporciona conforto, segurança e um teto para dormir.

Muitos se enganam com a falsa sensação de segurança que um imóvel financiado dá. Infelizmente, enquanto a casa está no nome do banco, a segurança só existe enquanto você tem condições de pagar as parcelas. Com alguns meses de inadimplência, você pode ser despejado, caso o banco peça para retomar o seu bem. O imóvel só será seu de fato, assim que terminar de pagar todo o financiamento.

Hora da decisão

Antes de tomar a decisão entre financiar ou alugar, é importante que pesquise quanto o valor das parcelas, nessas duas modalidades, irá pesar no seu orçamento. Não é incomum a diferença ser pequena entre eles, principalmente quando falamos de casas com valor mais baixo. Se você se enquadra no programa Minha Casa, Minha Vida, pode ser que encontre valores de financiamento até mais baratos que o do aluguel.

Nesse caso pode até valer a pena financiar, mas fique atento aos custos extras que uma moradia e o financiamento têm, como impostos, despachantes e mobília da casa. Leve em conta também o momento em que você se encontra.

Melhor alternativa

Para quem está começando a vida, o aluguel pode ser a melhor alternativa para economizar dinheiro, até ter uma vida estabilizada e, só então, comprar o imóvel de seus sonhos, se assim desejar.

Cuidado com as crenças que nos impedem de fazer as melhores decisões financeiras para nossa vida e tenha em mente que esse preconceito com o aluguel pode ser uma das coisas mais danosas para o seu bolso.

Como trabalhar menos e viajar mais sem se endividar

UOL Notícias

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.

Blog Descomplique