IPCA
0.19 Jul.2019
Topo
Descomplique

Descomplique

Categorias

Histórico

Bolsa tem batido recordes. Está na hora de entrar? Conheça os riscos

Júlia Mendonça

16/07/2019 04h00

Ibovespa ultrapassando a barreira dos 100 mil pontos e as ações batendo recordes. Basta entrar nas redes sociais para ver que a renda variável tem feito a alegria dos investidores. Centenas de usuários já me enviaram "prints" com os rendimentos positivos conquistados na Bolsa.

Do início do ano até hoje, o Ibovespa acumula alta, e naturalmente isso acaba atraindo novos investidores. A maioria chega fascinada com a possibilidade de ganhos altos em pouco tempo.

Veja também:

Você pensa como rico ou como pobre? Diferença começa logo que o salário cai
Só trabalhar muito não vai deixar você rico
Seja sócio de um cemitério ou de um shopping por menos de R$ 100
Bancos digitais: economize até R$ 840 em um ano e ganhe praticidade 

Hora de começar

Infelizmente, grande parte desse público entra no mundo dos investimentos despreparada, correndo riscos desnecessários, e por isso resolvi fazer esse artigo para responder a duas perguntas fundamentais caso você esteja querendo entrar na renda variável: Está na hora de investir em ações? O que é preciso entender sobre elas antes de iniciar?

Não é de hoje que a Bolsa vem dando bons retornos. Em 2016 o Ibovespa valorizou quase 40%, nos dois anos seguintes o retorno também foi positivo, e agora, metade de 2019, o acúmulo de ganhos já chega a 14%.

Momento certo

Devido a esse constante crescimento, muitos dizem que o momento de entrar na renda variável já passou, pois os ativos encontram-se caros no momento. Por outro lado, analistas sugerem que ainda há espaço para valorizações devido às perspectivas políticas e econômicas do Brasil.

A verdade é que esse tipo de embate estará sempre presente em rodas de conversa. A todo momento existirão argumentos contra e a favor quando o assunto é a hora certa de entrar na Bolsa. Portanto, não espere somente notícias boas para começar a investir.

Prepare-se 

O melhor momento para entrar na renda variável é aquele em que você se sente preparado para isso. É necessário muito estudo, entendimento dos riscos e, acima de tudo, saber que esse tipo de investimento tem foco para o longo prazo.

Esse é o ponto principal para o investidor que inicia hoje seus aportes, entender que no curto prazo as variações da Bolsa são naturais e até esperadas. Não é incomum variações de 5% de um dia para o outro, e, se isso é algo desconhecido para o iniciante, o desespero toma conta, fazendo com que ele venda as ações com prejuízo e a Bolsa ganhe fama de cassino.

Cuidados que precisa tomar

Para isso não acontecer, fique atento a esses quatro pontos:

  • Invista na Bolsa pensando em anos e não em dias. A renda variável é um investimento sem data de vencimento. Em um período curto tudo pode acontecer, e os rendimentos podem ficar negativos em alguns momentos
  • Entenda que por trás de toda a ação existe uma empresa. Quando você compra um papel, passa a ser sócio dessa companhia, por isso busque negócios sólidos, com anos de história e com boa gestão
  • Evite investir seguindo dicas de colegas ou de sites sem saber qual é a estratégia por trás dessa indicação. Cada investidor deve seguir o seu próprio método
  • Comece com pouco dinheiro. Quando a volatilidade da Bolsa age em um valor muito grande, o emocional pesa bem mais do que quando há pouco dinheiro investido

Considero que é um bom momento para entrar na Bolsa, não pela perspectiva econômica do país, mas por acreditar que toda boa estratégia de investimentos passa pelas ações. Com estudo e calma, você poderá ter um rendimento melhor para o seu dinheiro.

Você já investiu ou pensa em começar seus aportes na Bolsa de Valores? Conte aqui nos comentários ou fale comigo pelo YouTube e Instagram. Sempre trago conteúdos para você ganhar mais dinheiro e investir melhor.

Descomplique: 5 coisas que você precisa saber sobre o Tesouro Direto

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.