PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

Histórico

Categorias

Sua meta no novo ano é ganhar dinheiro, mas você sempre desiste? Veja dicas

Júlia Mendonça

09/01/2020 04h00

Todo começo de ano vem carregado de expectativas. Perder peso, sair das dívidas, ler mais livros e, principalmente, guardar mais dinheiro. Infelizmente, são poucas as pessoas que conseguem atingir suas metas durante o ano, e a maioria logo desiste delas.

Existem algumas razões para isso acontecer. Neste post vou enumerar as principais causas de desistência e ensinar como você pode evitar isso e sair bem dessa situação.

Veja também:

Pare de enrolar! 4 dicas para ser produtivo e se cansar menos no trabalho

Não faça estes 3 investimentos em 2020

Pague menos no seu empréstimo ou financiamento do imóvel com esta regra regra/

3 táticas para sair das dívidas mais rápido, pagando menos juros 

Querer demais

Sonhar grande é muito importante e é o que move aqueles sonhos de longo prazo, mas para começar é preciso ter os pés no chão. No início, não crie metas e objetivos grandes demais. O ideal é começar com pequenas mudanças no dia a dia que podem ser escaláveis com o passar do tempo.

Por exemplo, se você nunca poupou dinheiro e está com dívidas, não queira terminar o ano com R$ 10.000 na poupança. Foque inicialmente em suas atitudes para sair do vermelho e só depois disso crie metas para guardar dinheiro. Um passo de cada vez.

Não ter objetivos bem estabelecidos

Não crie uma meta genérica do tipo: vou guardar dinheiro. Toda boa meta tem de ser bem detalhada. Isso inclui especificar o tempo de que precisa para cumprir essa meta, quais são os meios para realizá-la e para qual fim você está fazendo isso.

Um exemplo: vou guardar R$ 12.000 este ano e fazer R$ 1.000 de renda extra mensalmente para poder pagar uma viagem com minha família no final do ano. Dessa forma, fica muito mais fácil você manter o foco e evitar distrações.

Não ter o conhecimento necessário

Para muitos objetivos é necessário que você adquira um novo conhecimento. Por exemplo, para sair das dívidas é necessário fazer um planejamento financeiro e escolher os custos que devem ser cortados.

Fazendo o planejamento de forma errada ou cortando gastos de forma incorreta, a chance de você piorar seu padrão de vida sem ter uma real mudança em suas finanças é muito grande.

Converse com especialistas, busque na internet a forma mais fácil e correta de realizar seu objetivo. Muito cuidado com receitas milagrosas e fique atento aos golpes. Conhecendo a maneira correta, tudo fica muito mais tranquilo.

Não ter o apoio necessário

Para realizar alguns sonhos você precisa da ajuda do seu companheiro e de sua família. Nem sempre é fácil conseguir esse apoio, mas você precisa informá-los e solicitar ajuda a eles, mesmo que não seja correspondido.

É comum não ter o apoio da família inicialmente, principalmente para as metas financeiras. Neste caso, recomendo que você comece mesmo sem ajuda. Os resultados falam por si só e muitas vezes são o gatilho do qual as outras pessoas precisam para se juntarem a você nos seus planos.

Descomplique: Mude sua cabeça para ter um "pensamento rico"

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.

Blog Descomplique