IPCA
0.19 Jul.2019
Topo
Descomplique

Descomplique

Categorias

Histórico

Economize dinheiro com essas 7 atitudes simples

Júlia Mendonça

22/07/2019 04h00

Economizar dinheiro é uma tarefa muito complicada para a maioria das pessoas. Fazer planejamento financeiro, passar vontade ou cortar gastos afasta qualquer vontade de poupar.

Por isso separei sete atitudes bastante simples que educadores financeiros sempre sugerem e que você pode começar a adotar hoje mesmo. Elas vão fazer com que gaste menos sem muito esforço.

1) Compre com dinheiro vivo

Dê férias de uma semana para os seus cartões, tanto de crédito quanto de débito. Dói muito mais no emocional quando você tem que sacar dinheiro no caixa eletrônico e ver as notas saindo da sua carteira, do que quando simplesmente passa o cartão.

Logo irá perceber o quanto gasta em coisas que achava que não pesavam no seu orçamento e vai ficar muito mais seletivo na hora de comprar.

2) Aprenda a pechinchar

Frases simples do tipo "tem desconto no dinheiro?", "quanto consegue fazer se eu levar dois?" ou "esse é o melhor preço que consegue?" fazem a economia ser muito na hora de comprar qualquer coisa.

O problema é que muita gente tem vergonha de pedir desconto –acham que isso é coisa de gente pobre ou cara de pau. Se quer economizar, tem que dar valor ao seu dinheiro, e isso significa perder a vergonha e pedir desconto.

3) Pare de pagar para os outros

Há gente que se sente bem pagando coisas para os amigos. Paga almoço, café, churrasco. Em algumas situações isso pode ser compreensível e educado, mas não pode ser rotina.

Divida a conta de forma justa, de acordo com o que cada um consumiu, e vá a lugares onde todos se sentem à vontade para cada um pagar a sua parte.

4) Saiba dizer não

Já que irá começar a cobrar, também tem que aprender a dizer não. Dizer não para quem pede dinheiro emprestado, não para trabalho ruim, não para coisas que não quer fazer. Se está preso na ideia de agradar todo mundo e dizer sim para tudo, vai ver como é libertador um belo não!

Grave esta frase: cada vez que disser sim para uma pessoa está dizendo não para a pessoa mais importante: você!

5) Vá menos ao shopping

É quase impossível ir ao shopping e não fazer pelo menos uma única comprinha, seja por impulso ou programada. Por mais controlado que você seja, vai acabar comendo algo ou comprando alguma coisa de que não precisava. Se está endividado, nem chegue perto de shoppings. Procure passeios de graça na sua cidade.

6) Faça as três perguntas de ouro

Deixe estas três perguntas anotadas num papelzinho dentro da sua carteira e faça-as sempre antes de comprar qualquer coisa:

  • Eu preciso disso?
  • Precisa ser agora?
  • Tenho dinheiro para isso?

Se você responder não para pelo menos uma delas, então NÃO COMPRE! Ao fazer essas perguntas, as compras por impulso vão diminuir muito.

7) Promova uma desintoxicação do seu cartão

Cartão de crédito é o paraíso das parcelinhas. É aquele monte de parcelas que vão se acumulando e em pouco tempo ocupam toda a fatura. Faça um detox do seu cartão urgentemente! Tire uns meses sem fazer parcela e sem usar o cartão. Em pouco tempo você vai ver como sua vida financeira vai melhorar e logo começará a sobrar dinheiro.

Veja também:
Por que não compro mais carro novo?
Você pensa como rico ou como pobre? Diferença começa logo que o salário cai
Só trabalhar muito não vai deixar você rico
5 coisas que você nunca deve fazer com seu salário

Descomplique: não guarde dinheiro para o seu filho

UOL Notícias

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.