PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

Histórico

Categorias

Com este passo a passo, garanta sua viagem de julho sem ficar endividado

Júlia Mendonça

17/01/2020 04h00

Viajar é muito bom. Viajar sem deixar dívida para quando chegar em casa é muito melhor! Por mais difícil que pareça, é possível sim viajar deixando tudo pago antes mesmo de pegar o avião. Separei todo o passo a passo que você precisa fazer para viajar nas férias de julho sem passar aperto.

Veja também:

Não faça essas 4 coisas ao pegar seu salário para não passar o mês sem nada 

Sua meta no novo ano é ganhar dinheiro, mas você sempre desiste? Veja dicas 

Seu voo atrasou ou foi cancelado? Saiba quais são seus direitos

3 táticas para sair das dívidas mais rápido, pagando menos juros 

 

Fazer orçamento
Você e sua família ou seus amigos decidiram que vão viajar durante o mês de julho. O que geralmente ocorre são pessoas planejando todos os detalhes da viagem pouquíssimas semanas antes e dessa forma são pegas de surpresa devido aos preços altos.

Para não acontecer isso, comece agora mesmo a pensar nas próximas férias. Estude sobre a cidade, veja as atrações turísticas que ocorrem por lá na época em que irá, pesquise hotéis e fique esperto nas promoções de aéreo. Com antecedência é possível conseguir bons descontos.

Comece com a pesquisa das passagens (se for viajar de avião ou ônibus) e da hospedagem. Esses são os itens mais caros do passeio. Caso perceba que só esses gastos vão pesar demais no seu orçamento, vale a pena repensar a viagem.

Os próximos itens a pesquisar são os passeios e alimentação. Esses preços podem variar muito dependendo da cidade para onde for viajar. Por isso, pesquise na internet as médias de preço para ambos. Também é preciso separar um dinheiro para gastos imprevistos. Gosto de deixar um valor equivalente a 20% do valor total da viagem para isso, mas é algo bastante pessoal.

Planejamento financeiro
Com todos esses dados em mãos e sabendo que tem ainda mais 6 meses até a viagem ocorrer, divida o valor por mês e vá antecipando os custos. Por exemplo, descobriu que tudo sairá no valor de R$ 3.000, logo esse valor dividido pela quantidade de meses restantes dá o total de R$ 500 por mês.

Seja sincero com seu orçamento financeiro. Não tente se enganar dizendo que cortará as saídas dos finais de semana, que vai deixar de consumir algum produto em prol da viagem. A chance de ter problemas maiores como compras compulsivas ou acabar compensando com outros gastos é grande. Sabendo de todos os valores fica mais fácil saber se esse é um destino possível no momento ou se é preferível postergar e escolher outro lugar para ir.

Onde guardar
Como sua viagem ocorrerá dentro de poucos meses, você precisa guardar todo esse dinheiro. A primeira ideia que vem à cabeça é a poupança e sei que você pensou nela. Não tem problema. A poupança realmente ainda é o investimento mais popular do nosso país, porém existem investimentos melhores para colocar sua grana.

Tesouro Selic e CDBs com liquidez diária são ótimos investimentos para curto prazo, pois não sofrem com oscilações em seus valores, possuem menores riscos de todo mercado e ainda por cima têm uma rentabilidade sobre o valor que você investe, o que é ótimo para quem irá utilizar em pouco tempo o valor aplicado.

Viajar, apesar de ser uma experiência enriquecedora, é um gasto e às vezes acaba saindo mais caro ainda do que planejamos. Porém, não deixe que isso impeça você de curtir sua vida e de conhecer lugares novos, desde, é claro, que esteja tudo cabendo dentro do seu planejamento financeiro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.

Blog Descomplique