PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Fui demitido! E agora, como ficam as finanças?

Júlia Mendonça

06/04/2020 04h00

A crise do coronavírus chegou há pouco tempo e já deixou muitas cicatrizes: isolamento, mudança de hábitos, cancelamento de planos. Muita incerteza nesse momento principalmente porque o desemprego está aumentando. Com o fechamento de serviços, quedas nas receitas são inevitáveis e muita gente está despreparada para enfrentar mais esse problema.

Perder o emprego é sem dúvida algo traumatizante e que pode trazer prejuízos às suas finanças por anos. Se hoje você está desempregado ou acredita que possa ficar nos próximos meses, é muito importante que comece a arrumar as finanças imediatamente. Alguns poucos ajustes e planejamento financeiro podem ter um impacto enorme na sua vida e ajudarão você a passar os próximos meses mais facilmente.

Veja também:

Formas de ganhar dinheiro trabalhando de casa na quarentena 

Como a crise afeta a Bolsa de Valores e o que pode acontecer agora

Veja cursos gratuitos para você fazer na quarentena

Com juros reduzidos de novo, vale a pena ainda manter dinheiro na poupança? 

Organização

A primeira coisa que você deve fazer é organizar suas finanças, elaborando um planejamento financeiro bem completo. É ele que vai mostrar como andam suas finanças, e onde e quanto você está gastando para manter seu padrão de vida. Por meio do planejamento é possível entender quais itens geram mais despesas ao longo do seu mês.

Aqui no blog Descomplique existem vários artigos orientando sobre como esse planejamento deve ser feito. Dedique-se bastante para que fique bem completo e claro. Faça o máximo possível para segui-lo durante os próximos meses.

Faça os ajustes necessários

Com o planejamento em mãos, está na hora de fazer os ajustes. O número e o tamanho dos cortes que você deve fazer no seu padrão de vida dependerão de quanto dinheiro você já tem guardado. Se não tem nenhum dinheiro guardado, eu sugiro que corte tudo o que não é necessário para sua sobrevivência. Use o seguro desemprego, rescisões e FGTS para pagar as contas dos próximos meses.

É importante que você calcule exatamente por quanto tempo esse dinheiro será suficiente para sustentar sua vida. Use todos os benefícios que puder nesse momento, como a pausa nos financiamentos e empréstimos. Não são todos os bancos que oferecem essa facilidade por isso fique atento a notícias e sites para saber se você tem direito a esse benefício.

Renda extra

Use todas as formas de renda extra que conseguir nesse momento. Venda doces, comida, ofereça para lavar roupa, faça máscaras de pano e revenda para os vizinhos. Criatividade é fundamental durante a crise.

Pode acontecer que falte dinheiro para pagar algumas contas ou que você precise decidir entre pagar uma conta e usar toda a sua reserva financeira. Sempre priorize ter dinheiro em mãos para poder pagar itens primordiais como comida, medicamentos, água e luz.

Especialize-se

Infelizmente é impossível saber quanto tempo toda essa situação deve durar e por esse motivo você deve arrumar uma forma de melhorar seu currículo ou desenvolver uma nova habilidade. Vários cursos foram liberados de graça para ajudar as pessoas nesse período. Vale a pena pesquisar e participar deles. Se você tiver dinheiro disponível, procure cursos a distância, que podem ser uma boa alternativa.

Espere o melhor e esteja preparado para o pior. Vamos sair dessa juntos.

Descomplique: Como não deixar o dinheiro acabar com seu relacionamento

UOL Notícias

Sobre a autora

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

Sobre o Blog

Dinheiro, finanças e investimentos de um jeito fácil e muito prático. O Descomplique vai fazer com que sobre grana no teu mês (e não o contrário!). Com linguagem simples e sem esconder as armadilhas do dia a dia que te deixam no vermelho, aqui você vai aprender a cuidar melhor do teu dinheiro e fazer com que ele trabalhe para você.

Descomplique